Ads 468x60px

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Resenha - Antes Que Eu Vá


Título Original: Before I Fall
Gênero: Drama Romace, YA
Autor: Lauren Oliver
Edição:
Ano: 2011
Editora: Intrínseca
INBS: 9788580570595
Nº de Páginas:360
Sinopse:
   E SE tudo que você tivesse fosse um único dia? O que iria fazer? Quem iria beijar? Até onde se atreveria a ir para salvar a própria vida?

   Samanta Kingston tem tudo: o namorado mais cobiçado do universo, três amigas fantásticas e todos os privilégios no Thomas Jefferson, o colégio que frequenta - da melhor mesa do refeitório à vaga mais bom-posicionada do estacionamento.Aquela sexta-feira, 12 de fevereiro, deveria ser apenas mais um dia de sua vida mágica e parfeita. Em vez dissom acaba sendo o último. Mas ela ganha uma segunda chance. Sete "segundas chances", na verdade. E, ao reviver aquele dia vezes seguidas, Samanta desvenda o mistério que envolve sua morte - descobrindo, enfim, o verdadeiro valor de tudo o que está prestes a perder.



   Bem, essa foi uma resenha difícil de fazer. Para começar eu comecei meu ano dizendo: "Vou ler um drama" e caio em um Romance e YA! Fiquei com bastante raiva da propaganda falsa que caí! Devido a esse pequeno grande fato, o livro já não terá uma nota muito alta. Mas serei justo, pois se eu avaliasse o livro como drama a nota seria '1'. Se isso tudo. 

   A história é narrada em primeira pessoa pela nossa protagonista, Samanta Kingston, que, na minha opinião, é bipolar! No decorrer do livro ela vai repensando valores e atitudes, mas, por estar super entrelaçada em um grupo social dominante e humilhador, tomar novas atitudes, ou melhor, fazer as coisas certas (segundo o novo e recém descoberto conceito de certo para ela) é complicado, visto que seus amigos começam a encará-la como "a extranha".

   Samanta começa a história me extressando muito. Ela é uma típica praticinha, com direito a fazer tudo o que quer e não ser punida, humilhar os outros e criar boatos só para se distrair. Mas, no decorrer do livro você, juntamente com a protagonista, vai percebendo que o mundo perfeito onde ela está imersa não é tão pefeito assim. Pessoas não são como parecem. Histórias são adulteradas para encobrir uns e outros. Ela aos poucos descobre a falsidade que está vivendo. Começa a se questinoar sobre vários fatos: desde por que se apaixonou pelo garoto mais cobiçado, se é que se apaixonou à por que Lindsay odeia certas pessoas. Lindsay, como eu ainda não disse, é a lider do grupo de quatro garotas no qual Samanta está. Lindsay é um garota de personalidade forte, reconhecida por todas como a "armadura" da equipe, mas mistérios a cercam, no final do livro você vai descobrir. 

   As outras duas são Elody e Ally, a primeira é uma pessoa boa, não vi más intenções dela, até gostei um pouco do seu jeito sincero e meigo . Ally, por outro lado, é uma garota divertida mas um tanto arrogante, há um parte do livro onde comparam uma casa grande com a casa dela dizendo: "Puxa, Ally, essa casa é quase tão grande quanto a sua" e ela responde "Quase". Não sei ao certo o porquê, mas não gostei do diálogo, ela me pareceu muito... Bem, algo entre orgulhosa e prepotente, não consigo achar uma palavra certa.

   O livro é claramente uma reavaliação dos fatos, mas não fui muito atingido, pois nunca cometi as crueldades que os "populares" dessa escola cometem. É bem no estilo escola americana, com populares malvadas, nerds oprimidos, pessoas tentando chegar ao topo, bajulando populares. Achei bem clichê. Não me agradou.

   Outra coisa que muito me incomodou na história foi o fato de, todo o tempo, haver bebidas alcólicas e cigarro, em alguns momentos até "baseados", como diz Samanta. Olha, isso é um esteriótipo horrível. Não são todos os adolescentes que bebem e fumam. O livro, de certa forma, retrata aqueles que fazem isso como os 'descolados' uma coisa que, particulamente, não me agradou. Esperei até o último momento que a Lauren tivesse o bom-senso de fazer uma crítica ao cigarro e as bebidas, mas ela não veio, e, pela milésima vez, me decepcionei com esse livro.
   
   O livro é meio confuso, deixa lacunas no ar, como "Por que Samanta reviveu seu último dia várias vezes?", "Será que eram apenas sete chances? Ou reviveria até fazer a coisa certa?". Mas no fim decidi que é melhor assim, tem coisas que o leitor tem que pensar por si mesmo, se explicar a magia acaba.
   Quanto a diagramação do livro, ela é bem simples. Cada capitulo é uma vida dela, totalizando sete capítulos. E há também subtítulos que, fazendo uma analogia: os capítulos não na verdade partes e os sutítulos são os reais capítulos. Também há algumas partes em itálico que (Como eu questionei no video que eu gravei mas que ainda não postei aqui) significam uma coisa: a protagonista está falando diretamente com o leitor. Não gostei muito disso, principalmente porque o prólogo todo é escrito em itálico, o que é meio cansativo.

   Também há uma outra coisa que me incomodou na história: a melação. Para quem pretendia ler uma história triste, ler os devaneios de Samanta ao ver o garoto que ela gosta dá nauseas. Mas, para quem curte romances melosos, esse é um bom livro. Arranca suspiros (não que eu tenha feito isso).

   Por fim, gente, acho que vocês devem ler o livro, porque, apesar de eu mesmo não ter me agradado tanto com a história, sei que muitos gostarão e quem já leu vai me xingar por ter falado mal de algo que ele ou ela gostou. 

   Enfim, o conceito final de Antes Que eu Vá é:



   Resolvi dar esse nota, porque mesmo que eu quisesse ler um romance, o que não foi o caso, eu não gostaria da Samanta. Mas eu gostei muito a irmâ mais nova dela, Izzy e, pela Izzy, eu daria um 3,5, mas não tem como, e, com certeza esse livro não vale meu 4, ou seja, no fimm fica com 3 mesmo. Não houve "Frases que gostei" dessas vez, porque estava ocupado demias reclamando por ter errado o primeiro livro do ano, mas tinha umas frases bem legais na história. Se você ja leu e anotou alguma, pode deixar no comentário, eu não reclamo.









Um comentário:

  1. VaporFi is the highest quality electronic cigarettes supplier on the market.

    ResponderExcluir

Que tal dizer se gostou? Fazer críticas e mostrar sua opinião. Acredite, ela é muito importante para mim!